Empreendedorismo

A história da vaquinha – No fim, um novo começo

Ainda no embalo do post de ontem, eu lembrei de uma história bem legal que fala sobre aquelas situações quando tudo parece terminado. Neste momentos algo muito melhor pode começar!

Basta acreditar.

A história da vaquinha

Clique aqui para se inscrever no meu canal do You Tube

No fim, um novo começo.

“Um Mestre da sabedoria passeava por uma floresta, com seu Jovem discípulo, quando avistou ao longe um sítio de aparência pobre, e resolveu fazer uma breve visita.

Chegando ao sítio constatou a pobreza do lugar, sem acabamento, casa de madeira e os moradores, um casal e três filhos, vestidos com roupas sujas e rasgadas. Aproximou-se do senhor, que parecia ser o pai daquela família, e perguntou: “Neste lugar não há sinais de pontos de comércio, nem de trabalho. Como vocês sobrevivem”?

A historia da vaquinha 1Calmamente veio a resposta:

‘Meu senhor, temos uma vaquinha que nos dá vários litros de leite todos os dias. Uma parte nós vendemos ou trocamos na cidade mais próxima por outros gêneros de alimentos. Com a outra parte fazemos queijo, coalhada, etc., para o nosso consumo… e assim vamos sobrevivendo’.

O Mestre agradeceu a informação, contemplou o lugar por uns momentos, despediu-se e foi embora. No meio do caminho, em tom grave, ordenou ao seu fiel discípulo:

‘Pegue a vaquinha, leve-a até o precipício e empurre-a lá para baixo’.

Em pânico, o jovem ponderou ao Mestre que a vaquinha era o único meio de sobrevivência daquela família, Percebendo o silêncio do Mestre, sentiu-se obrigado a cumprir a ordem. Assim, empurrou a vaquinha morro abaixo, vendo-a morrer.

Essa cena ficou marcada na memória do jovem durante alguns anos. Certo dia, ele decidiu largar tudo o que aprendera e voltar ao mesmo lugar para contar tudo àquela família, pedir perdão e ajudá-los.

Quando se aproximava, avistou um sítio muito bonito todo murado, com árvores floridas, carro na garagem e algumas crianças brincando no jardim. Ficou desesperado imaginando que aquela humilde família tivera que vender o sítio para sobreviver. Apertou o passo e ao chegar lá foi recebido por um caseiro simpático, a quem perguntou sobre a família que ali morou há alguns anos.

‘Continuam morando aqui’, respondeu rapidamente o caseiro.

Surpreso, ele entrou correndo na casa e viu que era efetivamente a mesma família que visitara antes com o Mestre. Depois de elogiar o local, dirigiu-se ao senhor que era o dono da vaquinha que havia morrido:

‘Como o senhor conseguiu melhorar este sítio e ficar tão bem de vida’?

A resposta veio com entusiasmo: ‘Tínhamos uma vaquinha que caiu no precipício e morreu. Daí em diante tivemos que aprender a fazer outras coisas e desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos’.

E completou feliz:

‘Assim, conseguimos conquistar o sucesso que seus olhos vêem agora’!”

A historia da vaquinha 2

Você tem uma vaquinha?

Talvez tem algo na sua vida que é similar a esta vaquinha. Sustenta, mas te prende para o melhor. Talvez você está vivendo até um momento onde já jogaram sua vaquinha pelo precipício. Eu não sei o que você está vivendo, mas este post é apenas pra te lembrar que quando tudo parece terminado, coisas muito maiores e melhores podem acontecer…

A chave é não perder a fé e sempre assumir uma postura de fazedor, o que enxerga em cada dificuldade a semente da oportunidade.

A historia da vaquinha - Viva

Daqui estou sempre torcendo por você…

Foi um prazer ter sua companhia e gratidão por estar aqui! Até o próximo post e good vibes sempre.

Escolhi estes outros conteúdos pra você!

Comente com seu Facebook:

2 Comentários

  • Reply Thay 11 de junho de 2015 at 00:19

    Boa Noite!

    Nossa que história Linda! Amei esse blog, você é muito fofa *.* sua criatividade atinge o melhor sentimento que tem dentro das pessoas! foi um prazes ver essas lindezas. E também torço por vc. Um grande bjoo Thay

  • Comente algo

    Rodapé - Paty Pegorin

    Google+
    Coaching Vibracional Alquimia dos Sonhos Terapia com Florais Sintonia da Alma Você de Propósito Biblioteca Desafio da Gratidão