Motivação, Positividade

Manifesto silencioso para um mundo melhor

Vivíamos uma fase única no Brasil. Muitos se referiram a essa época como o “despertar de um gigante”. O fato é que as coisas andaram mesmo dormentes por aqui. Pessoas assistiam atônitas a uma série de acontecimentos que tentavam matar sua esperança.

Manifesto - Empreendedorismo Criativo

Manifesto silencioso para um mundo melhor

Até que elas acordaram para uma verdade esquecida: o seu poder pessoal. Os protestos deram resultado: a passagem não subiu, a PEC caiu… Mas hoje eu gostaria de lhe convidar para um manifesto diferente: chamarei de manifesto silencioso.

Silencioso porque ele não envolve multidões, não envolve “gritos de guerra” ou palavras de ordem, você nem mesmo precisará escrever um cartaz: ele só precisa de disposição e de você.

O manifesto silencioso para um mundo melhor é universal porque você poderá carregá-lo para todo lugar onde for e é uma manifestação duradoura: pode durar até uma vida inteira!

Quer começar? O cronograma do manifesto já começa de manhãzinha, naquele momento em que abre os olhos para um novo dia. O primeiro ato do manifesto consiste em substituir seu primeiro pensamento diário de “não acredito que tenho que trabalhar de novo” para “hoje será um bom dia!”.

Ao entrar para o manifesto silencioso você não fará as coisas de sua rotina no automático, você estará presente em cada momento do seu dia. Sabe aquela hora que escova os dentes e nem se olha no espelho direito? É a hora de você se dar um belo sorriso. Há quanto tempo você não sorri para você mesmo?

Os manifestantes silenciosos não se esquecem dos seus sonhos. Na verdade eles transformam todos seus sonhos em projetos. E fazem alguma coisa por eles diariamente. Nem que seja colocar R$ 1,00 no cofrinho. Nem que sejam 15 minutos investidos em planejamento. Ou uma pesquisa na Internet a respeito: eles fazem. Eles acreditam que é possível. Eles não esperam pela situação ou época ideal: eles acham que a época ideal é agora. E que o momento de fazer é HOJE. Sem mas ou qualquer outra conjunção adversativa.

Outro ato do manifesto silencioso consiste em sempre procurar oportunidades de fazer o bem. Quem está dentro do manifesto, cede o lugar no ônibus, dá bom dia pro faxineiro, sorri para o varredor de rua. Ele trata os outros como iguais e não como objetos de decoração da paisagem de sua rotina mais ou menos.

O manifestante silencioso não está em busca de vantagens. Ao encontrar a carteira de alguém, devolve, porque sabe que aquilo não lhe pertence. Não fura fila, porque sabe que aqueles que já estão na fila merecem respeito. Exercita sua paciência no trânsito, sabendo que dentro de qualquer carro ou em cima de qualquer moto existem pessoas que merecem consideração e decência (sem falar dos que estão a pé).

E na hora de votar, exerce também sua manifestação silenciosa: vasculha o passado dos candidatos, pesquisa as propostas, vota em ideias aliadas com boa conduta. Antes de cobrar menos corrupção na política, diminui todo tipo e grau de corrupção em sua própria vida diária.

Esse manifesto é transformador, porque coloca cor na rotina daqueles que já se acomodaram em uma rotina toda trabalhada na escala de cinza. Transforma ruas, bairros, cidades, estados, países: O MUNDO porque, sim, estamos interligados em uma grande rede.

Ou você acha que aquela pessoa que, talvez, se tivesse cumprimentado alegremente de manhã, não teria varrido melhor a rua e tirado o prego que pode furar seu pneu à noite? Tudo está interligado, a gente é que não se dá conta disso…

Em resumo, o manifesto silencioso consiste em: disposição, bom humor, presença, esperança, dedicação, gentileza, respeito, paciência, cidadania, ética. Se você já faz parte do manifesto, parabéns, senão TENTE! E faça parte do manifesto silencioso você também!

CompartilheShare on Facebook4Share on Google+0Pin on Pinterest0Tweet about this on Twitter

Escolhi estes outros conteúdos pra você!

Comente com seu Facebook:

Nenhum Comentário

Comente algo

Rodapé - Paty Pegorin

Google+
Paty Cursos Biblioteca Faça Acontecer Contato Gratidão